• Informe-se
  • Notícias do MPT/AL
  • Ipaseal Saúde se compromete a negociar débitos com hospitais filantrópicos

Ipaseal Saúde se compromete a negociar débitos com hospitais filantrópicos

Ministério Público do Trabalho, representantes do Estado e dos hospitais voltaram a discutir o assunto nesta quarta-feira, 19; em nova audiência, marcada para 1º de fevereiro, MPT aguarda que Ipaseal apresente solução definitiva

Maceió/AL – O Ipaseal Saúde assumiu o compromisso, durante audiência realizada na manhã desta quarta-feira, 19, de negociar o débito de R$ 15 milhões existente com hospitais filantrópicos do Estado. O Ministério Público do Trabalho (MPT) se reuniu com as secretarias da Saúde, Fazenda, Planejamento, Ipaseal e hospitais e trabalhadores para buscar uma solução definitiva de pagamento.

Na próxima sexta-feira, 21, o Ipaseal deve se reunir com os hospitais Arthur Ramos, Sanatório, Hospital Vida e Hospital de Olhos Santa Luzia para fazer um levantamento individual das dívidas com cada hospital. Além dos R$ 15 milhões acumulados, o déficit mensal com as instituições, segundo informou o Ipaseal, é de cerca de R$ 500 mil.

MPT reuniu representantes do estado e de hospitais para discutir quitação de débitos (Fotos: Ascom MPT/AL)
MPT reuniu representantes do estado e de hospitais para discutir quitação de débitos (Fotos: Ascom MPT/AL)

Já a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), que também possui débitos junto aos hospitais, confirmou que irá regularizar, até o final desta semana, os pagamentos referentes aos meses de agosto, setembro e outubro. Até o final do mês, a Sesau informou que os débitos de novembro serão pagos.

Sesau informou que deverá quitar neste ano os débitos de agosto, setembro, outubro e novembro
Sesau informou que deverá quitar neste ano os débitos de agosto, setembro, outubro e novembro

O procurador do MPT Cássio Araújo afirmou que, apesar do Estado possuir trâmites legais para a liberação de orçamento voltado ao Ipaseal, o fato não pode servir de justificativa para os gestores responsáveis deixarem de solucionar o problema. Cássio voltou a afirmar que, devido ao atraso nos repasses, trabalhadores dos hospitais estão com salários atrasados e podem ter o pagamento de férias e 13º salário prejudicado.

Durante a audiência desta quarta-feira, a direção do Hospital Vida informou que suspendeu os atendimentos aos beneficiários do plano enquanto os débitos não forem sanados. Já o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde (Seesse/AL) afirmou que somente o Hospital Sanatório possui crédito de aproximadamente R$ 5 milhões a receber do Ipaseal.

Sindicato dos trabalhadores informou que Sanatório possui R$ 5 milhões a receber do Ipaseal
Sindicato dos trabalhadores informou que Sanatório possui R$ 5 milhões a receber do Ipaseal

O Ministério Público do Trabalho volta a realizar nova audiência para discutir o assunto, no dia 1º de fevereiro de 2019, e, na data, aguarda que o Ipaseal apresente um calendário definitivo de pagamento aos hospitais.

Imprimir