• denuncias
  • peticionamento
  • protocolo
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • hcoracaocapa
    • senaccapa
    • consciencianegra
    • Procuradora do MPT recebe homenagem por destinação de recursos para a UTI Virtual em Alagoas
    • MPT comemora formatura de 841 estudantes do SENAC em Alagoas
    • 50 anos de Consciência Negra: MPT/AL reforça compromisso com promoção de igualdade de oportunidade e eliminação de discriminação racial

    Procuradora do MPT recebe homenagem por destinação de recursos para a UTI Virtual em Alagoas

    Por meio do ofício da procuradora Rosemeire Lamarca, MPT/AL reverteu cerca de R$ 470 mil para o projeto; iniciativa trata da implementação do serviço de telemedicina destinado exclusivamente para o auxílio ao tratamento da Covid-19

    Maceió/AL - A procuradora do MPT Rosemeire Lobo Lamarca recebeu a homenagem "Amigos do Coração", na última quinta-feira (25), durante solenidade realizada pelo Hospital do Coração de Alagoas em agradecimento aos envolvidos na implantação do Projeto UTI Virtual. O Ministério Público do Trabalho foi uma das instituições que contribuiu com a iniciativa, que trata da implementação do serviço de telemedicina destinado exclusivamente para o auxílio à decisão médica no tratamento da Covid-19. 

    Imprimir

    MPT comemora formatura de 841 estudantes do Senac em Alagoas

    Convênio firmado entre MPT e Serviço Nacional de Aprendizagem destinou R$ 2,5 milhões para execução de cursos gratuitos de formação profissional na área de comércio

    Maceió/AL – A procuradora Rosemeire Lobo Lamarca representou o Ministério Público do Trabalho (MPT) na cerimônia de formatura de 841 estudantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) em Alagoas, realizada na noite desta quarta-feira (24), no auditório do prédio-sede da instituição educacional. Os concluintes foram beneficiados por um convênio firmado entre MPT e Senac Alagoas, que destinou R$ 2,5 milhões para a execução de cursos gratuitos de formação profissional na área de comércio. Ao todo, a parceria envolveu 1.151 vagas, distribuídas em 51 turmas, de 26 cursos. 

    Imprimir

    50 anos de Consciência Negra: MPT em Alagoas reforça compromisso com promoção de igualdade de oportunidade e eliminação de discriminação racial

    Procurador-chefe de unidade do Ministério Público do Trabalho, Rafael Gazzaneo, defende políticas públicas e boas práticas da iniciativa privada para inclusão de população negra e parda no mundo do trabalho

    Maceió/AL – No aniversário de 50 anos do Dia da Consciência Negra, o Ministério Público do Trabalho em Alagoas (MPT/AL) reforça seu compromisso com a promoção de igualdade de oportunidades e a eliminação da discriminação no mundo do labor, em especial na defesa da inclusão social de segmentos negro e pardo da população. Nesse sentido, segue disponível para dialogar com trabalhadores e empregadores e incentiva denúncias de racismo no meio ambiente de trabalho. 

    Imprimir

    Procuradora anteriormente lotada na Bahia assume vaga no MPT em Alagoas

    Cláudia Soares atuou por mais de 11 anos na PRT da 5ª Região e, dentre as atribuições, foi titular da Coordenadoria Regional de Combate às Irregularidades Trabalhistas na Administração Pública

    Maceió/AL – A procuradora do Ministério Público do Trabalho (MPT) Cláudia Soares – lotada anteriormente no MPT da Bahia – assumiu oficialmente, no início de novembro, uma vaga no Ministério Público do Trabalho (MPT) em Alagoas. As boas-vindas aconteceram na última terça-feira (16), em Maceió, quando membros da instituição discutiram com a procuradora as principais demandas de atuação institucional e administrativa e apresentaram os servidores que irão compor seu gabinete de trabalho.

    Imprimir

    MPT solicitará bloqueio de recursos destinados à Tocqueville para quitar débitos de ex-trabalhadores

    Cerca de 800 empregados que prestavam serviços à Oscip deixaram de receber salários e verbas rescisórias, após a Tocqueville rescindir contrato com o Município de Maceió; comissão de ex-trabalhadores participou de reunião com o MPT na última quarta-feira

    Maceió/AL – O Ministério Público do Trabalho (MPT) solicitará à 10ª Vara do Trabalho de Maceió, nos próximos dias, o bloqueio de cerca de R$ 4 milhões destinados à Tocqueville – em um processo que tramita na Justiça Comum – para garantir o pagamento de créditos trabalhistas a ex-empregados da Oscip. Em 2013, cerca de 800 trabalhadores que prestavam serviços à Organização Social deixaram de receber salários e verbas rescisórias após a Tocqueville rescindir contrato com o Município de Maceió.

    Imprimir

    • banner pcdlegal
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner transparencia
    • banner radio
    • banner videos
    • banner podcast
    • banner trabalholegal
    • Portal de Direitos Coletivos