• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
    • notaANPT
    • agrotoxico
    • banner protocolo

    • reuniao Rui Palmeira MPT trabalho infantil

    • audiência MPT hospitais secretaria fazenda saúde
    • ANPT critica aprovação de projeto de lei que libera terceirização indiscriminada
    • Ministério Público do Trabalho cobra controle do uso de agrotóxicos em supermercados de Alagoas
    • Integrantes do Fetipat se reúnem com prefeito de Maceió para apresentar propostas pela erradicação do trabalho infantil
    • Ministério Público do Trabalho volta a cobrar do Estado a regularização de repasses atrasados a hospitais

    ANPT critica aprovação de projeto de lei que libera terceirização indiscriminada

    Em nota pública, entidade diz que além da precarização do trabalho, terceirização agravará a crise econômica e contribuirá para o desemprego

    A Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT) divulgou nesta quinta-feira, 23/03, nota pública onde manifesta sua posição oficial sobre os efeitos que o  Projeto de Lei (PL) 4.302/1998, aprovado ontem pela Câmara dos Deputados e que libera a terceirização para todas as atividades das empresas, sem quaisquer garantias para os trabalhadores, trará ao país e às relações de trabalho no Brasil, caso venha a ser sancionado pelo presidente da República, Michel Temer.

    Imprimir

    Ministério Público do Trabalho cobra controle do uso de agrotóxicos em supermercados de Alagoas

    Estabelecimentos têm 20 dias para apresentar informações sobre utilização de políticas de controle dos defensivos agrícolas; medida tem objetivo de proteger a saúde dos trabalhadores
     
    Maceió/AL – O Ministério Público do Trabalho (MPT) cobrou dos supermercados alagoanos, em audiência realizada na última sexta-feira, 17, informações detalhadas sobre a política do uso de agrotóxicos utilizados nos alimentos comercializados pelos estabelecimentos, especialmente os do setor de Hortifruti. O objetivo da medida é garantir a utilização correta dos defensivos agrícolas para evitar que trabalhadores sejam prejudicados pelo uso desenfreado desses produtos.

    Imprimir

    Sistemas da área administrativa do MPT passam a ser eletrônicos

    Medida tem vantagens para usuários externos e internos à instituição

    O Ministério Público do Trabalho tornou eletrônicos e uniformizou em todo o Brasil seus processos administrativos com a implantação de dois novos sistemas: o Protocolo Administrativo Eletrônico e MPT Digital Administrativo. A implantação gradativa do novo sistema vem ocorrendo nas unidades do MPT desde dezembro de 2016.

    Imprimir

    Integrantes do Fetipat se reúnem com prefeito de Maceió para apresentar propostas pela erradicação do trabalho infantil

    Rui Palmeira recebeu dos membros do fórum a pauta de reunião com propostas de ações pela proteção de crianças e adolescentes; Ministério Público do Trabalho e mais 25 instituições se uniram para atuar de forma integrada pelo fim da problemática

    Maceió/AL – A procuradora do Ministério Público do Trabalho, Virgínia Ferreira, e a auditora fiscal do Trabalho Railene Gomes, integrantes do Fórum Estadual de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil e Proteção ao Adolescente Trabalhador (Fetipat/AL), se reuniram com o prefeito Rui Palmeira, na tarde de terça-feira, 14, para discutir o planejamento de ações pela proteção de crianças e adolescentes. O encontro faz parte das medidas adotadas pelo fórum para reunir diversas instituições na busca de uma atuação em rede contra a exploração do trabalho infantil.

    Imprimir

    Ministério Público do Trabalho volta a cobrar do Estado a regularização de repasses atrasados a hospitais

    Objetivo do MPT é garantir que trabalhadores recebam salários em dia e tenham seus demais direitos trabalhistas respeitados; durante audiência, representantes informaram que recursos foram repassados apenas em dezembro e que contratos estão vencidos

    Maceió/AL – O Ministério Público do Trabalho (MPT) voltou a se reunir com representantes do Estado de Alagoas, na última segunda-feira, 13, para cobrar a regularização no repasse de recursos provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS) a hospitais filantrópicos da capital e do interior. O MPT busca alternativas para garantir o pagamento em dia aos trabalhadores, após os hospitais denunciarem que enfrentam dificuldades financeiras porque os recursos são repassados com atraso – de dois a três meses após a prestação dos serviços.

    Imprimir

    • banner pcdlegal
    • banner abnt
    • banner corrupcao
    • banner mptambiental
    • banner transparencia
    • banner radio
    • banner videos
    • banner podcast
    • banner trabalholegal
    • Portal de Direitos Coletivos